Dicas de saúde

Previna-se das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti

Postagem: 12 de janeiro de 2018


Nos meses de verão, costumam aumentar os casos de dengue, chikungunuya e zika, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Essa relação tem a ver com a proliferação das larvas do inseto, que acontece justamente por conta do excesso de chuvas nos meses mais quentes do ano.

Embora tenham sintomas parecidos, cada doença se manifesta de uma forma. A dengue, por exemplo, começa a agir entre cinco a seis dias após a picada do inseto e apresenta febre alta, dor de cabeça e no corpo, prostração, fraqueza e manchas na pele.

Já a chikungunuya é bem parecida com a dengue, mas os sintomas iniciam três a sete dias após a picada do inseto. A principal diferença é que, neste segundo caso, há fortes dores nas articulações dos pés e das mãos, além de dedos, tornozelos e pulsos, que podem estar acompanhadas de inchaço.

Estima-se que cerca de 80% das pessoas infectadas pela zika não desenvolvam manifestações clínicas, mas, quando isso acontece, os mais comuns são: febre baixa que pode durar até sete dias, dor de cabeça, dores leves nas articulações, manchas vermelhas na pele, coceira e vermelhidão nos olhos.

A melhor forma de prevenção é combater o mosquito. Saiba o que fazer:

  • Não deixe água acumulada. Tampe sempre caixas d’água e coloque areia em vasos de plantas.
  • Coloque o lixo sem sacos plásticos, mantenha a lixeira bem fechada e não o jogue em terrenos baldios.
  • Garrafas de pet e vidro que não forem usadas devem ser guardadas com a boca virada para baixo e em local coberto.
  • Entregue pneus velhos aos serviços de limpeza urbana. Se for manter, guarde-os em local coberto.
  • Use roupas que protejam o máximo possível da pele e evitam picadas do inseto, como camisetas de manga comprida e calças.