Vem Viver

Esportes aquáticos

Postagem: 27 de novembro de 2017


Apesar de vivermos em um país tropical com praias de tirar o fôlego, muitas vezes nos esquecemos de praticar esportes aquáticos. Essas modalidades geralmente são de baixo impacto (fator que possibilita a adesão de diversas pessoas), trabalham os músculos e aumentam a resistência de forma prazerosa com alto gasto calórico.

 

Confira as principais opções e escolha a que mais combina com o seu estilo de vida.

 

Natação

Um dos esportes mais completos que existe, trabalha todas as regiões do corpo, melhora a postura, estimula a circulação sanguínea e proporciona equilíbrio muscular. Versátil, permite que o praticante escolha entre vários tipos de nado e diversifique o treino. Estima-se que é possível queimar até 500 calorias em uma hora de prática.

 

Windusrfe

Consiste em manter-se equilibrado em uma prancha de surfe com uma vela acoplada. Iniciantes gastam cerca de 500 calorias e quem já está acostumado com a modalidade pode eliminar até mil calorias em apenas uma hora. A atividade melhora a postura e o sistema cardiovascular, aumenta a força e ajuda a definir músculos dos braços, dos glúteos e do abdômen.

 

Hidroginástica

Indicada para todas as idades, é uma atividade aeróbica de baixo impacto e agrupa exercícios que misturam flexibilidade, resistência e força. Com isso, trabalha o corpo todo, melhora o sistema cardiovascular e tonifica os músculos. Dependendo da intensidade dos movimentos, é possível perder até 500 calorias por hora.

 

Canoagem

Esporte náutico presente nos Jogos Olímpicos desde 1936, é praticada com uma canoa ou um caiaque. É preciso fazer força nos braços e se manter equilibrado para vencer distâncias com a ajuda de um remo. Por conta disso, a atividade desenvolve a coordenação motora e a elasticidade. Em uma hora, elimina-se entre 200 e 500 calorias.

 

Polo aquático

É bem parecido com o handebol, mas praticado na piscina. Bastante agitada, trabalha a resistência, fortalece os músculos e promove equilíbrio para manter a sustentação do corpo dentro d’água, já que não é permitido se movimentar com os pés apoiados no fundo da piscina. Em uma hora, pode-se queimar até 600 calorias.